Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - terça-feira, 16 de julho de 2024

S. Paulo localizou mais um pedaço do material radioativo roubado. Quinto recipiente tem gerador ativo, que segue desaparecido

Sábado 06/07/24 - 20h42

Blindagem de material radioativo furtado em SP é localizada
Gerador continua desaparecido


Mais uma parte dos objetos radioativos furtados em São Paulo foi localizada na tarde deste sábado (6) na capital paulista. Desta vez, foi encontrada, no bairro de Itaquera, na zona leste, uma blindagem de um dos geradores radioativos. O gerador, no entanto, não estava dentro da blindagem e continua desaparecido. As informações são da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

Os bombeiros fizeram uma medição de radioatividade no local com um detetor Geiger, mas não foi observada nenhuma taxa, o que indica que o material radioativo não está presente na área. O Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) foi acionado para averiguar o local.

No furto, ocorrido no dia 30 de junho, foram levados cinco recipientes similares a baldes tampados. No interior deles, havia blindagens, dentro das quais colunas geradoras de radioatividade. O material de quatro recipientes era de colunas de 99Mo/99mTc (Molibdênio/Tecnécio) exaurido, ou seja, já utilizados e inativos. O quinto recipiente continha, no entanto, uma coluna de gerador 68Ge/68Ga (Germânio/Gálio) ativo.

A blindagem encontrada em Itaquera era de uma das colunas inativas. Nesta sexta-feira (5), um dos baldes furtados foi localizado em Cidade Tiradentes, na zona leste da capital paulista. No entanto, nem a blindagem e nem a coluna estavam no local. A área foi liberada na manhã deste sábado por não estar contaminada.

O material radioativo estava em uma picape Volkswagen Saveiro que foi furtada na madrugada do dia 30, na Rua Félix Bernardelli, zona leste da capital.

“Segundo o Código de Conduta em Segurança de Fontes Radioativas da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA), a fonte [os geradores], por sua baixa atividade, se enquadra na categoria 4, representando risco radiológico muito baixo para a população e o meio ambiente”, disse em nota a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

De acordo com a comissão, apesar da baixa atividade da fonte, a manipulação inadequada e de forma constante pode causar danos à saúde da pessoa que manusear os objetos.

No momento em que foram furtados, o veículo e o material radioativo estavam sinalizados com o símbolo internacional de radiação ionizante.

“Alertamos a população para, caso encontre o material radioativo, mantenha distância segura e contacte imediatamente a CNEN pelos telefones (21) 98368-0734 ou (21) 98368-0763 e também à polícia”, informa a CNEN.Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

***


✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais